Menu
18 Jan Aberta 14–19h

Baginski

Patrick Hamilton

PATRICK HAMILTON (Leuven BE, 1974) vive e trabalha entre Madrid (ES) e Santiago do Chile (CL).

A prática artística de Hamilton tem como fio condutor o questionamento dos conceitos de trabalho, história e espetáculo no contexto Chileno das últimas décadas, em particular no período conhecido como Pós-ditadura. A prática de Hamilton impõem-se, portanto, como uma reflexão estética em torno das consequências culturais e sociais da chamada “Revolução Neoliberal”, implementada no Chile por Augusto Pinochet e os “Chicago Boys” durante os anos 80, e a projeção que, desde então, se verificou no campo social e cultural.

Hamilton é licenciado em Belas Artes pela Universidad de Chile, Santiago do Chile (CL). Em 2007 foi distinguido com a Guggenheim Fellowship, pela Fundação John Simon Guggenheim, Nova Iorque (USA). Foi fundador do projeto González y González e da Escola de Arte da Universidad Diego Portales, ambos em Santiago do Chile (Chile).

O seu trabalho tem sido apresentado em várias exposições individuais e coletivas na América Latina, Estados Unidos da América e Europa. Das exposições destacam-se: Patrick Hamilton: Progress, Centro de Arte Contemporáneo Wifredo Lam, Havana (Cuba, 2016); Beleza?, Centro Cultural São Paulo, São Paulo (Brazil, 2015); Beyond the Supersquare, The Bronx Museum of the Arts, New York (USA, 2014);Slow Future, Centre for Contemporary Art Ujazdowski Castle, Warsaw (Poland, 2014); Patrick Hamilton: Progress, Museo de Arte Contemporáneo, Santiago (Chile, 2013); Disrupted Nature, Museum of Latin American Art (MOLAA), Long Beach (USA, 2013); Now: works from The Jumex collection, Centro Cultural Cabaña, Guadalajara (Mexico, 2011).

O seu trabalho encontra-se representado em inúmeras coleções públicas e privadas tais como Fundación / Colección Jumex, Mexico City (Mexico); El Barrio Museum, New York USA); DKM Foundation, Duisburg (Germany); Museo Nacional de Bellas Artes, Santiago (Chile); Sayago & Pardon The Space Collection, Irvine (USA); Izolyatsia Foundation, Donetsk/Kiev (Ukraine); Museum of Latin American Art (MOLAA), Long Beach (USA); Museu de Arte Contemporânea, Fortaleza (Brazil); Museo de Arte Contemporáneo, Santiago (Chile).